Notícias

Saúde de Jandira intensifica ações contra o mosquito Aedes aegypti na cidade


Foram intensificadas as ações de combate ao mosquito Aedes aegypti em Jandira. Uma equipe composta por cerca de 100 Agentes Comunitários e Agente de Controle de Zoonoses da Secretaria Municipal de Saúde percorrem todos os dias diferentes bairros da cidade para orientar a população, de forma preventiva, sobre as formas combate aos criadouros do mosquito.

A iniciativa visa prevenir a ocorrência de casos de dengue, zika vírus e chikungunya, transmitidas pelo Aedes aegypti. Quando há alguma notificação de caso suspeito ou confirmado, a equipe da Unidade de Controle de Zoonoses realiza atividades de bloqueio de transmissão da doença com a aplicação de larvicidas e a nebulização, sendo fundamental a remoção dos criadouros daquela área.

A população deve colaborar: manter reservatórios de água sempre fechados e telados, impedir acúmulo de água nas calhas e sobre a laje, lavar semanalmente os tanques de armazenamento de água, encher de areia até a borda os pratinhos dos vasos de plantas ou retirar/furar quando possível, guardar garrafas emborcadas para baixo, entregar pneus velhos aos serviços de limpeza urbana, entre outras ações.

Além disso, os agentes de saúde participam de formações periódicas visando compartilhar experiências e discutir avanços no combate ao mosquito Aedes aegytpi. Em janeiro, a Secretaria de Saúde realizou uma oficina de integração dos agentes comunitários de saúde e agentes de controle de zoonoses, totalizando 72 agentes, para o controle das arboviroses (dengue, zika vírus, chikungunya e febre amarela) na ETEC.

Aedes pode transmitir febre amarela urbana

As ações contra o mosquito Aedes aegypti passam a ser ainda mais efetivas em Jandira, uma vez que o mosquito também pode transmitir febre amarela urbana. O Aedes é um inseto urbano – vive nas cidades. E atualmente está sendo prevenida a febre amarela silvestre – transmitida por um outro inseto, que vive em florestas.

Não há registro de febre amarela urbana no Brasil desde 1942. As mortes registradas neste ano foram causadas por sua versão silvestre. No entanto, o Aedes aegypti pode se infectar após picar uma pessoa portadora do vírus da febre amarela, e assim ele também pode transmitir o vírus e ser vetor da doença, podendo transmitir a outro humano.

Para evitar a febre amarela urbana, a Prefeitura ampliou o acesso à vacina, atendendo mais de 90 mil. Ainda existem vacinas disponíveis nas unidades de saúde de Jandira, que estão distribuindo senhas diárias à população, sempre a partir das 9 horas, sendo a vacinação feita até as 11h.

Notícias Recentes

Jandira realiza Campanha de Vacinação contra Raiva para cães e gatos
Cultura de Jandira amplia acesso a cursos e oficinas artísticas
Exaltasamba e Juann Catelli são as atrações deste final de semana da 38.ª Festa Junina de Jandira
Prefeitura reforma e amplia quatro escolas da cidade
Semana da Segurança Pública marca 20 anos da Guarda Civil de Jandira
Projeto de pavimentação asfáltica alcança três novos bairros em Jandira
Paula Mattos e Banda Djavu se apresentam na 38ª Festa Junina de Jandira
Prefeitura reajusta em 37% valor do vale alimentação dos servidores de Jandira
Atletas de Jandira disputam Jogos Regionais em Santo André
38ª Festa Junina de Jandira terá shows de Sampa Crew e Frank Aguiar neste final de semana
© 2018 - Prefeitura Municipal de Jandira. Todos os Direitos Reservados. Desenvolvido por WJ Siviero.